Boa noite, Segunda.

dands

Cheguei esbaforida, como sempre, por causa dos quatro lances de escada. Tomei um banho morno. Daqueles gostosos, nem quente, nem frio, como uma noite de um verão que insiste em não acabar em São Paulo pede.

Dei uma última olhada no celular, tomei um copo d’água e fui pra cama. Mais uma vez deitei com a cabeça no travesseiro desejando que você estivesse ali
comigo.

Olhei para o escuro sozinha. A única que estava lá era a Segunda que ia embora quietinha com todo o desprezo que o mundo tem por ela e com a promessa de voltar com um humor melhor na semana que vem.

Boa noite, Segunda. – Eu disse.
Ela optou por permanecer silenciosa.

Imagem: Jenny Yu

Separação.

e1b28f10cb2d773100b734fde816ed37

É engraçado como em apenas um dia sua vida pode mudar completamente. Um dia é até tempo demais, entre às 23h e 04h da manhã, um período de apenas 5 horas, toda sua rotina pode perder o sentido.

Em 5 horas, enquanto eu estou aqui com a cabeça no meu travesseiro, você decidiu deitar por outras bandas. E mudou tudo. Todos os planos que eu fiz nos últimos anos. Mudou o rumo que eu queria dar para minha carreira. Mudou meu círculo de convivência. Mudou o país que eu queria morar no exterior. Mudou as músicas que eu estava ouvindo sem parar. Mudou os blogs que eu estava acompanhando. Mudou até a cor do esmalte que eu tinha escolhido para hoje. Mudou o nome dos meus futuros filhos. Mudou a minha atual visão de mundo. Mudou o meu futuro. Virou tudo de cabeça para baixo.

Em 5 horas todos os seus sonhos terão que ser reconstruídos.

Em 5 horas o amor de uma vida pode acabar.

Acabou.

Boa Vizinhança

Sempre tive uma sina para vizinhos briguentos. Quando digo briguento, quero dizer que meus vizinhos são pessoas que vivem em pé de guerra. Poucas vezes brigam comigo, mas dentro de casa o clima é de revolução.

Morei na mesma casa por quase 19 anos, na casa ao lado moravam uma mãe com seus dois filhos de mais de 30 anos. Não sei por que, mas os três brigavam quase todos os dias e sempre pelos motivos mais ridículos possíveis. Quando a filha mais nova teve um filho, o pequeno ainda não tinha 3 anos, mas já sabia brigar e gritar com a mãe como ninguém.

Estou morando, faz um pouco mais de um ano, em um apartamento e minha vizinha de baixo mora sozinha, mas passa todos os sábados a noite brigando com alguém ao telefone. Já tentei reclamar e recebi de volta gritos e palavrões.

Pois então eu passo grande parte dos meus sábados à noite ouvindo a vida dos vizinhos. Mesmo sem pedir tenho essa novela contada em alto e bom som. Eu já sei que o carro estava em bom estado, que ela nem conhecia o cara, que o filho esqueceu a cueca vermelha na casa de alguma vagabunda, que ela não vai poder sair naquela noite, que ele só faz merda, que o filho grita muito na hora de dormir e acaba levando alguns tapas por isso e então ele aprende a revidar.

Ontem estava com meu namorado em um restaurante onde as mesas ficam muito próximas e por incrível que pareça eu conhecia o contexto de cada conversa falada ao redor e comentei algumas coisas casualmente.

“Que falta de educação!”, ele disse.

“Ouvido treinado aos sábados a noite, meu bem”, respondi.